BAT – Turbina Eólica Flutuante

Robô que assenta alvenaria – Bricklaying Robot
12 de maio de 2016
Gerador Eólico sem Lâminas
24 de maio de 2016
Mostrar todos posts

BAT – Turbina Eólica Flutuante

A empresa Altaeros foi concebida dentro do MIT (Massachusetts Institute of Technology), e tem um projeto ousado para geração de energia em áreas remotas, onde é necessária uma implementação rápida e que possa suprir a demanda por energia e comunicação, como no caso de catástrofes. A fabricante ainda diz que seu produto pode se tornar economicamente viável até mesmo para indústrias que dependem de combustíveis fósseis, situadas em áreas isoladas.

O BAT (Buoyant Airborne Turbine) é uma turbina aerogeradora que flutua por ser inflada com gás hélio, ligada à uma plataforma de içamento por meio de cabos, alcançando assim maiores altitudes para um maior aproveitamento do vento. É composta por 4 elementos principais:

Concha – Uma estrutura flutuante feita com tecidos aeroespaciais e preenchida como gás hélio, que sustenta o aerogerador em estado de flutuação. Tem um desenho aerodinâmico capaz de se alinhar passivamente às melhores condições de vento. Também possui uma plataforma para integração de sistemas de monitoramento e comunicação.

Turbina – Composta por três pás ligadas à um gerador leve e de eixo horizontal.

Cabos – leves e de alta resistência, podem manter a turbina estável em ventos de até 160 km/h. Além dos cabos mecânicos também possui cabos elétricos para transmissão de energia e lógicos para transmissão de dados.

Plataforma de Solo – é portátil e pode ser facilmente desmontada e montada em um contêiner. Possui ainda guinchos e todos os controles de içamento, geração e comunicação.

Em caso de condições extremas de vento, um sistema autônomo entra em operação, recolhendo a turbina de volta à plataforma, de onde ela pode continuar a gerar energia.

Fonte: Contruindoo

Os comentários estão fechados.

×